INÍCIO     |     NOSSA EMPRESA     |     ORIENTAÇÕES    |     MENSAGEIRO     |      ARTIGOS      |     ENTRETENIMENTO    |      BORKINFO     |     FAMÍLIA BORKENHAGEN

Início | Entretenimento | Efemérides | Arquivos | Dia do Riso

Dia do Riso

O riso manifesta-se em diferentes contextos e em diferentes locais públicos, como centros comerciais, salas de aula, ruas, etc. Trata-se de situações sociais, momentos de felicidade, prazer e brincadeiras.

Mas o riso não é somente uma manifestação de alegria. O riso atenua a hostilidade e a agressão, promovendo o comportamento amigável.

O riso desempenha, assim, um importante papel na comunicação e nas relações humanas. Exerce uma função social relevante.

Por outro lado, o riso é inato e uma das primeiras experiências da vida humana. Ele permite-nos interagir como indivíduos com o grupo social no qual nos inserimos, assim como aliviar as tensões sociais do quotidiano.

Além de constituir alívio de tensão, o riso é, também, a expressão de emoções positivas. A noção de que “o riso é um bom remédio” é verdadeira. O riso diminui o stress, a ansiedade e a dor, e relaxa a tensão muscular.

Há um conjunto de reações fisiológicas que são desencadeadas pelo riso: fortifica o sistema imunológico, ativa o sistema cardiovascular e promove mudanças hormonais benéficas, entre outras. Desta forma, o riso poderá ser considerado um protetor da saúde. O humor beneficia o corpo e o espírito.

Do ponto de vista psicológico, e citando Gérard Jugnot, “o riso é como um limpador de pára-brisa; ele nos permite rodar em frente mesmo que continue chovendo”.

Em suma, tal como Freud afirma, “assim como a sagacidade e o engraçado, o humorismo possui em si um elemento libertador. Porém, também possui algo subtil e animador, que falta nas duas outras formas de extrair prazer de uma atividade intelectual. Sem dúvida, o que há de subtil nele é o triunfo do narcisismo, afirmativa, vitoriosa do ego sobre a sua própria invulnerabilidade. Recusa-se a ser ferido pelas flechas da realidade ou ser compelido a sofrer. Insiste em ficar imune aos ferimentos do mundo exterior, na verdade, que estes são apenas oportunidades para alcançar o prazer. Este último traço é uma característica fundamental do riso”.

Desde crianças ouvimos a expressão "rir é o melhor remédio". Mas este conceito nunca foi tão levado a sério como nos últimos tempos. O riso agora é considerado terapia, comprovada por estudos médicos e com resultados surpreendentes.

Na verdade, nem tão nova assim. A risoterapia como método terapêutico existe desde a década de 60. Quem assistiu ao filme Patch Adams conhece bem a história. O americano Hunter Adams, conhecido como Patch Adams já implantava o método em hospitais e escolas desde a sua época de estudante. Era comum vê-lo atender seus pacientes com nariz vermelho ou peruca de palhaço.

 

Fragmentos de textos de Cláudia Pinto e Christianne Valente

Avenida Salvador Guerra, 80 - Jardim América - Foz do Iguaçu, PR | Fone/Fax: 45 3028 6464

Borkenhagen Soluções Contábeis Ltda.

Copyright © Desde 1997 - Direitos reservados