INÍCIO     |     NOSSA EMPRESA     |     ORIENTAÇÕES    |     MENSAGEIRO     |      ARTIGOS      |     ENTRETENIMENTO    |      BORKINFO     |     FAMÍLIA BORKENHAGEN

Início | Entretenimento | Efemérides | Arquivos | Dia do Repórter

Dia do Repórter

Quem fareja a informação, busca uma boa reportagem, entrevista as fontes, pesquisa os dados, checa a informação, elabora notícias que serão veiculadas em jornais, revistas, rádio, televisão, e agora também na Internet, é chamado de REPÓRTER.

Há também o profissional que não redige as matérias, mas se encarrega de abastecer o veículo de comunicação com imagens do fato a ser noticiado, chamado de Repórter Fotográfico.

Para ser um repórter, é necessário primeiramente cursar a faculdade de Jornalismo. Depois, é pernas pra que te quero e bom trabalho.

A informação é um bem público e, por isso, deve passar por uma triagem que garanta a sua plena veiculação, atendendo a interesses públicos. Por isso, o repórter deve ser um profissional guiado pela ética e preocupado com a veracidade das notícias que circulam.

O processo de criação de uma reportagem, além de criativo, tem uma técnica que parte do princípio de que um público diverso terá contato com tais informações. Assim, o repórter deve escrever de maneira simples, que se aproxime de uma população inteira, mas que não seja simplista, respeitando as regras gramaticais e semânticas.

Na elaboração de notícias para divulgação, o repórter deve priorizar a atualidade da notícia, assim como divulgá-la com objetividade, desvinculando o jornalismo da literatura. A ética do repórter não está ligada somente com a precisão e veracidade da informação, mas também com o respeito à privacidade, intimidade, honra e imagem das pessoas.

O direito à informação, à livre expressão e à crítica fazem parte das liberdades fundamentais do ser humano. Assim, o direito dos cidadãos à informação precede o conjunto dos deveres e direitos dos jornalistas, e a responsabilidade destes para com o público se sobrepõe a qualquer outra responsabilidade, em particular perante os seus empregadores e os poderes públicos, e a missão de informar comporta limites que os próprios jornalistas devem, espontaneamente, impor a si próprios.

Caminhoneiros e motoristas, em geral, quando em rodovias federais, principalmente, têm a informação, em placas informativas, à beira da estrada, sobre qual emissora sintonizar, para saber o estado do trecho em que se deslocam, bem como a informação de possíveis acidentes (deslizamentos, quedas de pontes, congestionamentos, etc.). Para que estas informações alcancem os motoristas, no menor tempo, é imprescindível a participação de outros motoristas, que tenham tomado conhecimento ou presenciado um acidente, enviando as informações para a emissora, geralmente, através de uma linha telefônica exclusiva para o ouvinte. Aqui quem noticia os fatos, é chamado: Repórter das Estradas.

Fontes: Band Vale 102,9
IBGEteen
UFG

Visitantes, obrigado pelo lembrete!

Havíamos deixado de fora o repórter policial, aquele(a) que tem coragem de acompanhar a polícia em suas investidas na caça aos bandidos. Registra com foto, escreve, treme, sua frio, mas lá está para fazer a melhor cobertura. Merece nosso respeito.

Igualmente havíamos esquecido o repórter de guerra, quem acompanha os militares, na linha de fogo, correndo, saltando, caindo, filmando, fotografando, gravando, entrevistando, registrando, para que os cidadãos do mundo distante, ou alheio ao evento bélico, tenham a melhor informação. Claro que nem sempre suas imagens, seus escritos são os que a gente vê. A censura existe. Nós vimos o espetáculo que fora promovido pelos EUA, no Iraque: o que pretendiam ser uma guerra de uma semana, vejam quanto tempo já dura, quantas mortes já proporcionou, quantos repórteres já morreram inocentemente, mas foram o alvo porque o seu jornal foi considerado inimigo. Rendemos nosso tributo aos repórteres caídos nas mais diversas guerras.

Avenida Salvador Guerra, 80 - Jardim América - Foz do Iguaçu, PR | Fone/Fax: 45 3028 6464

Borkenhagen Soluções Contábeis Ltda.

Copyright © Desde 1997 - Direitos reservados