INÍCIO     |     NOSSA EMPRESA     |     ORIENTAÇÕES    |     MENSAGEIRO     |      ARTIGOS      |     ENTRETENIMENTO    |      BORKINFO     |     FAMÍLIA BORKENHAGEN

Início | Entretenimento | Efemérides | Arquivos | Dia do Empresário Contábil

Dia Internacional da Mulher 2014

Dividimos essa matéria em 4 tópicos:

1 - Nossa mensagem: Por que existe o Dia da Mulher?

2 - A manifestação de uma internauta: Dia da Mulher não tem cunho comercial

3 - Um manifesto de mulher sobre a Escola Naval: Uma foto e vários sentimentos

4 - Presidentas Lucélia Lecheta e Dilma Rousseff são homenageadas pela Fecomércio, em Foz do Iguaçu.

Desfrute!

 

Em sendo você um rapaz, ou um homem, qual é o tipo de mulher que tem a sua preferência?

A Mãe - Mulher experiente?

A Irmã - Mulher benfeitora?

A Esposa - Mulher estrela?

 

 Por que existe o Dia da Mulher?

 

- Sem Eva não teria Caim e Abel;

- Sem Isabel não teria João Batista;

- Sem Maria não teria Jesus;

- Sem _____ você não existiria!

Está claro que "Sem caminhão o Brasil pára!"? Então mais claro está que "Sem mulher não haveria a população que o mundo hoje tem!"

Fixar uma data para comemorar a Mulher, o Homem, a Criança, a Sogra, os Avós, tem cunho comercial, mas por outro lado poderíamos fazer uma analogia com o Domingo que foi instituído pela Igreja para comemorar Jesus, o Senhor, o ressurreto.

Então deixe de dar conotação comercial ao Dia da Mulher e considere-o tão importante quanto o Domingo!

 

 Se para Deus a mulher não fosse importante,

 Ele poderia ter criado Adão e Ivo.

Como o dia 8 de Março coincide com o dia de sábado e em muitos estabelecimentos não há expediente, se nos torna impositivo registrar a dedicatória antecipada.

 

Postado em 07/03/2014


Complementando

Tão importante é o Dia da Mulher, e tamanha é a ênfase que damos, a ponto de sugerirmos que não se dê, à data, a conotação comercial, mas que seja uma data de reconhecimento, que mereceu comentário, o qual incluímos por reforçar nosso ponto de vista:

 

O Dia Internacional da Mulher não é uma "data comemorativa". É uma data estabelecida pela ONU desde 1975.

É um dia para relembrar as lutas e as injustiças pelas quais as mulheres passam e passaram ao longo da história. Além disso, é um dia para meditar acerca da posição da Mulher na sociedade atual, seu status oprimido que se perpetua até os dias atuais, o preconceito e a desvalorização da mulher. é Fato que, mesmo com todos os avanços, as Mulheres ainda sofrem, com salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional.

O Dia Internacional da Mulher em nada se assemelha ao dia das mães, pais, crianças ou demais datas de cunho puramente comercial. Ao contrário, está mais para Dia da Consciência Negra e Dia do Índio.

Cristiane Dutra

Conselho Municipal de Turismo de Foz do Iguaçu

Postado em 10/03/2014


Heroínas não noticiadas pela imprensa

Relato

 

A Marinha do Brasil, na Ilha de Villegagnon, no Rio de Janeiro, anualmente promove um processo seletivo de nível nacional oferecendo um pouco mais de 40 vagas para Aspirantes. Estes aprovados se somarão aos alunos oriundos do Colégio Naval (conforme registra o Wikipédia).

No concurso de 2013 para 2014, foram disponibilizadas 12 vagas para a entrada de mulheres pela primeira vez na instituição.

A Escola Naval é a mais antiga instituição de ensino de nível superior do Brasil. Foi criada em 1782, em Lisboa, Portugal, por Carta Régia da Rainha D. Maria I sob a denominação de Academia Real de Guardas-Marinha.

Com a vinda da Família Real para o Brasil, a Academia desembarcou no Rio de Janeiro em 1808, trazida a bordo da nau "Conde D. Henrique". Instalada primeiramente no Mosteiro de São Bento, lá permaneceu até 1832, e a partir daí sofreu inúmeras mudanças de instalações, tendo funcionado inclusive a bordo de navios. Finalmente, em 1938, a ESCOLA NAVAL veio fixar-se nesta Ilha de Villegagnon.

 

Manifesto

 

Acolhemos uma mensagem que pode tranquilamente transmitir o sentimento de muitas mulheres por não verem reconhecido o seu esforço, a sua tenacidade, a sua garra, a sua inteligência e clarividência.

Que ninguém, integrante de grupos citados na mensagem, se sinta afrontado, ou ofendido, mas saibam todos assimilar o recado da autora, Sra.Carla Andrade, uma das aspirantes, e que através desse texto se dignifique ainda mais o Dia da Mulher!

 

UMA FOTO E VÁRIOS SENTIMENTOS

 

De todas as transformações que o nosso país enfrenta, não tenho dúvida que a pior delas é a inversão de valores.

Não estou falando dos atores, mas da plateia.

Quem determina o sucesso de um espetáculo é o público. Por melhor que sejam os atores e o enredo, se o público não aplaudir, a turnê acaba.

Nós somos a sociedade, nós somos a plateia, nós dizemos qual o espetáculo deve acabar e qual precisa continuar.

Se nós estamos aplaudindo coisas erradas, se damos 'ibope' a pessoas erradas, de que estamos reclamando afinal?

Somos nós que continuamos consumindo notícias de bandidos presos e condenados.

Somos nós que consumimos notícias de arruaceiros que ganham mesada para depredar o nosso patrimônio.

Somos nós que damos trela para beijaços, toplessaços, marcha de vadiaças, dos maconheiraços, dos super-heróis que batem ponto em manifestações? (e que gostam de cozinhar-se dentro de uma fantasia num sol de 45 graus), e todos os tipos de histéricos performáticos que querem seus 15 minutos de fama.

Quando fazemos isso, estamos dando-lhes valores que não têm. Estamos dando-lhes atenção. Estamos dedicando-lhes o nosso precioso tempo.

Passou da hora de dar um basta nisso!

Por que os nossos jornais estão recheados de funkeiros ao invés de medalhistas olímpicos do conhecimento?

Por que vende-se mais jornal com notícia de um funkeiro que largou a escola por já estar milionário, do que de um aluno brilhante que supera até seus professores?

Por que sabemos os nomes dos BBB's e não sabemos os nomes dos nossos cientistas que palestraram no TED?

Por que muitos não sabem nem o que é o TED? Ou Campus Party?

Por que um evento histórico para o Brasil como o ingresso da primeira turma feminina da Escola Naval não é noticiado?

Por que um monte de alienadas com peitos de fora, merecem mais as manchetes do que as brilhantes alunas, que conquistaram as primeiras 12 vagas, da mais antiga instituição de ensino superior do Brasil?

Por que nós continuamos aplaudindo a barbárie, se ainda temos valores?

O país não mudará se nós não mudarmos o foco!

Os políticos não mudarão se nós não refletirmos a sociedade que queremos!

Já passou da hora de nos posicionarmos!

Ostracismo a quem não merece a nossa atenção e aplausos para quem faz por merecer.

Merecer! Precisamos devolver essa palavra (esse verbo) para o nosso dicionário cotidiano.

Meu coração ao olhar essa foto hoje, se divide em vários sentimentos distintos.

Muito orgulho de ser mulher e me ver representada por essas guerreiras.

Elas não estão fazendo arruaça pleiteando igualdade. Elas conquistaram a igualdade estudando e ralando muito.

Elas tiveram que carregar na mão as suas malas pesadas no dia que entraram na Escola Naval. Não puderam puxar na rodinha não!

Tiveram que carregar na mão igual aos aspirantes masculinos.

Elas foram e fizeram.

Mas ao contrário das feministas de toddynho, não estarão nas manchetes dos jornais de hoje. E isso me evoca outros sentimentos.

Sentimentos de revolta, de vergonha, e de constrangimento frente a essas mulheres, que não serão chamadas de heroínas por apresentadores de televisão. Mas estão dispostas a morrer como heroínas por nosso país.

Parabéns Primeira Turma Feminina da Escola Naval de 2014!

Vocês são a dúzia que vale muito mais que milhares!

Repassado por: Odete F.Braun em 10/03/2014


Presidentas Lucélia Lecheta e Dilma Rousseff são homenageadas em Foz do Iguaçu

 

Em Foz do Iguaçu, em 17/03/2014, aconteceu o Encontro das Câmaras da Mulher Empreendedora e Gestora de Negócios da Fecomércio.

Durante o evento, através da sétima edição do Prêmio Mulher Empreendedora foi reconhecido o desempenho em gestão e liderança de vinte e três empresárias do Paraná.

Quatro homenagens especiais foram concedidas nesta edição, uma delas a Lucélia Lecheta, primeira mulher a se tornar presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Paraná (CRCPR) em 66 anos e a reassumir o cargo em mandatos consecutivos.

A contadora foi lembrada também pela parceria com o Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, que realiza o evento por meio da Câmara da Mulher Empreendedora e Gestora de Negócios (CMEG).

É uma satisfação ímpar constatar o prestígio da classe contábil paranaense junto a uma entidade empresarial da relevância da Fecomércio. Esse prêmio atesta a qualidade do trabalho que o CRCPR vem desenvolvendo em todo o Estado", declarou Lucélia.

Lucélia recebeu o troféu Mulher Empreendedora, entregue por Gleisi Hoffmann e foi cumprimentada pela presidenta Dilma Rousseff.

Clique nas fotos e veja-as em tamanho um pouco maior.

Na mesma categoria, Dilma Rousseff foi agraciada como “Expoente Máximo na Política da Nação? A presidente da República participou pessoalmente da premiação. ?font color="#008000">As homenageadas provaram que as mulheres são a nova força que move o Brasil, que além de empresárias valorizam a condição feminina? enfatizou Dilma.

O presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac Paraná, Darci Piana, destacou o empoderamento das mulheres como um fator fundamental no desenvolvimento econômico. Entre as homenageadas, Piana destacou a presidenta. "É a mulher que tem o maior cargo deste país. Todos nós podemos seguir o exemplo", disse.

O tema da premiação este ano foi ?font color="#800080">Mulheres que Surpreendem? “Escolhemos esse slogan porque entendemos que surpreender é superar expectativas e as mulheres do nosso estado buscam em todos os momentos fugir do básico ou do comum. Elas realmente nos surpreendem com suas ações? explica a diretora executiva da Câmara, Elizabeth Lobo Elpo. Mais informações, do CRC-PR, clique aqui.

Dentre as 23 mulheres empresárias do Paraná, contempladas com o troféu, Foz foi representada por Maria Goreti Oliveira de Azevedo.

O prefeito Reni Pereira agradeceu a presença da presidenta Dilma no encontro, especialmente para destacar o papel das mulheres. "Certamente mais do que a homenagem, a mais nobre honraria que essas mulheres empreendedoras podem receber é a sua presença", afirmou

Apensado em 20/03/2014

Avenida Doutor Damião, 80 - Jardim América - CEP 85864-400 - Foz do Iguaçu, PR | Fone/Fax: 45 3028 6464

Borkenhagen Soluções Contábeis Ltda.

Copyright © Desde 1997 - Direitos reservados