INÍCIO     |     NOSSA EMPRESA     |     ORIENTAÇÕES    |     MENSAGEIRO     |      ARTIGOS      |     ENTRETENIMENTO    |     BORKINFO     |     FAMÍLIA BORKENHAGEN

Início | Nossa Empresa | Campanhas | Dou meu sangue para que tu vivas!

Dou meu sangue para que tu vivas!

A BORKENHAGEN, em 2011 encetou atividade de responsabilidade social, propondo a campanha

DOU MEU SANGUE PARA QUE TU VIVAS!

 

Com a campanha visamos chamar a atenção dos contatos, dos visitantes ao nosso sítio, a se disporem a um ato solidário muito normal:

DOAR SANGUE, que na verdade é DOAR VIDA.

 

Seja bem-vindo! Seja bem-vinda!

Acompanhe a etapa em vigor e as etapas já evidenciadas anteriormente!

 


J- ETAPA 01/2016

 CONTADOR TAMBÉM PRECISA DE SANGUE!

O Conselho Regional de Contabilidade, através da Vice-presidente de Desenvolvimento Profissional, Elizângela de Paula Kuhn, distribuiu comunicado aos profissionais da área contábil a que, dentro do possível, doem sangue no Hemonúcleo de Foz do Iguaçu, registrando como favorecido o Contador Milton José Baieski (conhecido como Peninha).

É hora de conclamarmos os visitantes a este sítio, os clientes e seus colaboradores, a que, dentro de suas possibilidades doem sangue (de qualquer tipo) ou repassem esse chamamento.

Hoje é o Milton, amanhã poderei ser eu, ou mesmo tu.

Praticar solidariedade é praticar o 2º Mandamento de Jesus: "Amarás o teu próximo como a ti mesmo!".

 

À colega Ivonei Justina e à filha Rafaela foi possível levar algumas palavras e sentimentos de paz, de consolo, de serenidade. Interessante foi a paz que já aparentavam! Sim, porque o Milton (o Peninha) falecera na sexta, dia 05/02/2016 e, durante o velório, os familiares e amigos que se dignaram dar sua despedida ao corpo (pois à essência dele permanecerá) perceberam o clima de submissão a Deus. Fraterno abraço em nome da Equipe Borkenhagen!

 


I- ETAPA 02/2015

 PRECISAM DE SANGUE!

O Carnaval passou, mas a vida de muitas pessoas continua a depender de um ato sério, de um ato de amor.

De quem? O SEU !!!

Agende a coleta de sangue, pelo fone 3576-8020. Você também poderá precisar de sangue!

Doar sangue não dói!

 


 

H- ETAPA 02/2015

 E O ESTOQUE DE SANGUE NO CARNAVAL?

 DEPENDE DE VOCÊ!

Carnaval é festa! / Carnaval é alegria! / Carnaval é oportunidade para exageros! / Em caso de exageros, pode ocorrer algum acidente e pode alguém precisar de sangue. O Carnaval termina feliz se nem você, nem um familiar seu, nem um parente seu, nem um amigo seu precisar de sangue. / O Carnaval termina feliz, se ninguém cometer exageros. Pense na responsabilidade - a SUA!

O expediente no Hemonúcleo para os dias de Carnaval: Sábado 07:30 às 12:00h, Segunda 07:30 às 12:00h e 13:00 às 17h e Quarta 07:30 às 12:00 e 13:00 às 17:00h. Confirme e agende pelo 3576-8020.

Você também poderá precisar de sangue! Doe sangue!

 


 

G- ETAPA 02/2015

Carnaval é festa!

Carnaval é alegria!

Carnaval é oportunidade para exageros!

Em caso de exageros, pode ocorrer algum acidente e pode alguém precisar de sangue.

O Carnaval termina feliz se nem você, nem um familiar seu, nem um parente seu, nem um amigo seu precisar de sangue.

O Carnaval termina feliz, se ninguém cometer exageros. Pense na responsabilidade - a SUA!

O expediente no Hemonúcleo para os dias de Carnaval: Sábado 07:30 às 12:00h, Segunda 07:30 às 12:00h e 13:00 às 17h e Quarta 07:30 às 12:00 e 13:00 às 17:00h. Confirme e agende pelo 3576-8020.

 

 A CAMPANHA ESTÁ NO AR.

 VAI ENCARAR?

Já passou Janeiro e, acredite ou não, há amigos seus que podem doar sangue, mas ainda não o fizeram!

Você pode conhecer o mote de nossa campanha, compartilhar o convite e conquistar mais doadores.

Contate o Hemonúcleo de sua cidade.

Em Foz do Iguaçu o número é 3576-8020. Ligue, agende, tire dúvidas!

Você também poderá precisar de sangue. Doe sangue!


 

F - ETAPA 01/2015

Com o apoio gráfico da Ledplay, através do 'mago' Basileu, foi preparada a chamada para iniciar 2015:

Antes de viajar, doe sangue; antes de doar sangue, não beba!

Sim, porque a pessoa que ingere bebida alcoólica terá o sangue contaminado pelo álcool;

A pessoa que viaja está sujeita a acidentes;

A pessoa que sofre acidente, pode precisar de sangue; e

A pessoa que precisa de sangue poderá ser você.

Por isso os integrantes da Equipe BORKENHAGEN iniciaram o ano de 2015 com a missão de compartilhar a chamada da campanha.

Se você conhece alguém que trabalha na BORKENHAGEN e não ouviu dela um alerta, um incentivo, a que você doe sangue, procure ver o quanto de fato essa pessoa está comprometida com a campanha!

No telão LED, da Av.Paraná, esquina com a Av.José Maria de Brito, os motoristas que trafegam no sentido leste podem apreciar a chamada da campanha.

Dou meu sangue para que tu vivas!, porque Doar Sangue é um ato de amor!

 

Nossa primeira chamada de abertura foi:

Se for doar sangue, tome cuidado! É capaz de você salvar uma vida!

Na virada de ano, muita gente se ausenta de sua cidade, em viagem, muitos acidentes ocorrem, muitas vítimas fatais também podem ocorrer. Daí o estoque de sangue disponível nos hemonúcleos entra em baixa. Você pode pensar nos outros, antes de viajar, mas pense também em si mesmo!

Você também poderá precisar de sangue. Doe sangue!

 


 

E - ETAPA 11/2013

Com o intuito de incentivar a doação de sangue redigitamos o conteúdo da coluna "quotidiano", de Ronaldo Tavares, no jornal A Gazeta do Iguaçu, edição de 18/11/2013, extraído da Vida e Saúde On Line, de autoria do Dr.Talvã Araripe Cavalcante.

Então, se for doar sangue, tome cuidado! É capaz de você salvar uma vida!

Por que você doaria sangue? Aprecie o texto:

 

Naturalmente doamos sangue porque alguém precisa. Pela facilidade e segurança com a qual pode ser retirado, associado ao enorme benefício para quem dele necessita, doar sangue pode ser considerado um gesto simples de pessoas dispostas a ajudar o próximo, contribuir para a cura de enfermos. Quando doado para aquele que não conhecemos pode ser considerado um ato de profundo humanismo e respeito ao próximo.

Um maior conhecimento dos riscos das transfusões, uma nova consciência dos profissionais de bancos de sangue associados à pressão regulamentar dos órgãos fiscalizadores, tem tornado a doação um processo seguro, sem riscos para o doador e essencial para garantir a qualidade do processo desde a coleta até a transfusão.

O doador de sangue deve ser voluntário, estar com boa saúde, alimentado, descansado. Deverá ser maior de idade e pesar acima de 50kg. Deverá ser respeitado um intervalo desde a última doação: pela mulher, de 3 meses, e pelo homem, de 2 meses. Uma triagem clínica será efetuada no banco de sangue por médico clínico que o examinará, medindo a pressão arterial, o pulso, e procurando sinais de doenças transmissíveis. Uma anamnese dirigida (breve questionário) é feita com o objetivo de detectar o uso de medicamentos, infecções virais recentes, vacinações, gravidez, alcoolismo, que podem ser causas impeditivas temporárias. Grande importância é dada à história sexual, uso de tatuagens e drogas na tentativa de se afastar os indivíduos do grupo de risco da AIDS.

Pacientes de grupos de risco, que tiveram hepatite, malária ou portadores de Doenças de Chagas são considerados inaptos definitivamente à doação. Toda ênfase é na proteção ao paciente. Ao doador procura-se ser grato, reconhecer o seu ato de altruísmo e oferecer conforto. O ambiente deverá ser claro, silencioso, agradável. As pessoas deverão ser simpáticas e eficientes. O ato de doar é simples e dura menos de dez minutos. Algum desconforto pode ser causado pela punção da agulha e alguns doadores podem sentir-se desconfortáveis pela ansiedade.

Todo o material utilizado é descartável e não poderia ser de outra forma: bolsas plásticas estéreis em sistema fechado e inviolável até o momento do uso. Nenhuma doença transmissível poderia ser transmitida ao doador uma vez que nada é nele injetado.

A doação, portanto, é segura e confiável. Após a doação ele receberá um lanche e será orientado a retornar para receber os resultado s dos exames feitos em seu sangue. Alguns bancos de sangue orientam os doadores quanto aos possíveis resultados falsos positivos e procedem encaminhamento a um médico para esclarecimento em caso de resultados alterados.

É importante desmistificar a ideia de que doar 'purifica' o sangue, engorda ou emagrece, atrapalha o desempenho sexual e principalmente torna o indivíduo 'habituado' obrigando-o a doar sempre. Alguns doadores serem reconvocados pelo banco de sangue rotineiramente, mas isso só os torna mais humanos.

A aproximação das festas de fim de ano e o grande movimento nas estradas faz com que aumentem os acidentes e as necessidades das doações de sangue em todas as cidades. Este é um período crítico com o baixo estoque.

Senhores doadores, vidas contam com a sua generosidade!

 

Assim sendo, não há o que temer!

 


 

D - ETAPA 10/2013

Na tela de abertura ao nosso sítio, publicamos a chamada:

 

Sangue é VIDA!

Quem acolheu a mensagem em 09/10 para a doação de sangue e fez sua contribuição, por certo sabe o quanto representa a doação.

A BORKENHAGEN, refaz chamamentos apenas em ocasiões de emergência.

O Câncer, por exemplo, é um dos motivos, pois quem se submete a tratamento, pode prescindir de sangue para manter-se forte o suficiente para suportar a quimioterapia.

Acidente de trânsito é outro motivo, pois pode sair lesionado ou um ou outro.

A frase "Se for dirigir não beba!", preferimos mudar para:

"Se for doar sangue, não beba! Espere só 1 dia!"

 


 

C - ETAPA 10/2013

Por e-mail conclamamos os contatos cadastrados em nosso mailling, em 09/10/2013, nos seguintes termos:

A campanha é constante, mas acionada periodicamente.

 

Chamada, principalmente para quem é de Foz do Iguaçu

 

Paciente: Tereza Bueno

Hospital: Costa Cavalcanti

 

Está internada. Necessita repor o sangue que já lhe foi administrado.

Sofre de câncer e precisa ter a saúde estabilizada para enfrentar a Quimioterapia.

Se o assunto te toca; e

Se tens condição de doar uma "carga" de sangue;

Vai até o Hemonúcleo!

Se puderes repassar a chamada para teus contatos, não vamos dizer "Deus te pague!"

É preferível dizer que Deus porá esse crédito em tua conta!

Depois da recuperação dela, queremos te transmitir o quanto valeu participar.

 

Edvino Borkenhagen

Diretor Institucional

 


 

B - ETAPA/11/2012

 

As mensagens no final do ano de 2012, apontavam para o aumento, natural, de acidentes em estradas, o que afetaria pessoas em viagem de férias.

A partir de 17/12, todos os e-mail's enviados tinham como fundo a logo da campanha, para reafirmar a necessidade de doação de sangue.

Ao final das mensagens era incluída a chamada:

ANTES INICIAR AS FESTAS, ANTES DE INGERIR BEBIDA ALCOÓLICA, DOE SANGUE!

------------------

Ao iniciarmos Janeiro/2013 a chamada que acompanhava as mensagens por e-mail foi:

VAI VIAJAR? VAI INGERIR BEBIDA ALCOÓLICA? ESPERE SÓ 1 DIA!

PRIMEIRO DOE SANGUE! ALGUÉM, OU VOCÊ MESMO PODE PRECISAR!

 


 

A - ETAPA/11/2011

 

O assunto está dividido em 8 tópicos.

Os últimos contém as mais recentes inserções.

 

1 - Neste Natal não dê presentes, dê vida!

Uma situação com pessoa de nosso relacionamento muito próximo, luta contra o câncer há dois anos, tendo como sequelas da quimioterapia o enrijecimento do pulmão, não conseguindo manter-se com respiração espontânea, mas só por aparelhos.

Em virtude do desgaste físico e emocional, um quadro de anemia se instalou. Houve necessidade de reposição de sangue. Isso nos fez refletir, um pouco mais, sobre o valor da vida.

A princípio chamamos nossos clientes para uma ação de fim de ano. Quando outras pessoas tomaram conhecimento, perguntaram por que não lançamos a campanha de forma ampla como as demais, que já marcaram nossa responsabilidade social?

Não é bem isso! é que a campanha para ser lançada na Internet e na imprensa, ainda estava sendo formatada, assim os clientes, pela urgência, foram os primeiros a serem contatados.

Cristina Warmling Martins salvou-se da morte na queda das "torres gêmeas" nos EUA, porém após o retorno de Nova Iorque, onde estava a trabalho, foi acometida por um insistente câncer, que após tratamento com quimioterapia provocou sequelas (linfomas) no pulmão. Foi internada, em 02/12/2011, na UTI do HMCC - Hospital Ministro Costa Cavalcanti.

É normal para quem está num leito de hospital, ou poderá estar em breve, poder ter a necessidade de reposição ou transfusão de sangue. Se você está em condições de ver essa tela, agora, certamente não está numa UTI, precisando de sangue, fazendo com que seus familiares recorram a amigos doadores para que doem sangue especificamente para você "o paciente".

Quem tem sensibilidade e está em condições de doar alguns mililitros de sangue, deve apresentar-se no Hemonúcleo e fazer sua doação.

Se você puder doar em favor da Cristina, ficaremos muito alegres;

Se você doar e escolher outro paciente, ficaremos felizes; e

Se você doar, como voluntário, sem destinar o sangue para uma pessoa específica, ficaremos contentes.

A Cristina precisa voltar a respirar sem aparelho; precisa fortalecer o pulmão; precisa de amigos, precisa de amor - o seu!

Você também pode fazer uma oração em favor dos médicos e em favor da "paciente".

Neste Natal não dê presentes, dê vida!

Depois de doar "vida", nos informe seu nome para que efetuemos o registro:

- por mensagem de texto pelo 45-9980-5605, ou

- por e-mail, para: campanha@borkenhagen.net.

Que o seu Natal e o seu Ano Novo lhe tragam conforto pelo que fizer pelo semelhante!

A quem for o beneficiado com a doação, será dito que você assim decidiu:

Dou meu sangue para que tu vivas!


2 - Chamada aos clientes, em 19/12/2011:

Título: Queremos um pouco do seu sangue. É verdade!

Chamamos nossos clientes para uma ação de fim de ano.

A campanha é:

DOU MEU SANGUE PARA QUE TU VIVAS!

Para quem está num leito de hospital, ou poderá estar em breve, pode ocorrer:

- a necessidade de repor sangue, ou

- efetuar uma transfusão.

Como você não está em uma situação assim, convidamos você e integrantes de sua equipe a:

- se apresentarem no Hemonúcleo e fazerem a doação de sangue;

- registrar que é para estoque em favor de uma pessoa.

Temos um motivo especial:

Minha afilhada Cristina Warmling Martins está na UTI do HMCC, com câncer.

Em virtude da quimioterapia está com o pulmão abalado.

Precisa voltar a respirar sem aparelho. Precisa fortalecer o pulmão.

Só depois poderá sofrer nova quimioterapia.

Se você puder, doe! Senão puder doar, convide um amigo para que doe. Avise-nos, depois para que façamos o registro.

Pode informar o nome de quem doou pelo 3028-6464 ou e-mail <campanha@borkenhagen.net>

Obrigado!

Edvino Borkenhagen


3 - Primeira divulgação no site, em 20/12/2011:

Neste Natal não dê presentes, dê vida!

Por isso a proposta de doar sangue em favor de quem necessita.

Por ora a paciente favorecida é Cristina Warmling Martins.

Sensibilize-se e doe vida!


Avaliação: Primeiro, integrantes de nossa equipe (os não impedidos) foram "doar vida", depois os clientes foram conclamados, até que a campanha ganhou repercussão maior.

Não demorou para que tomássemos conhecimento de cliente que foi doar, de internauta que foi doar em outra cidade, e assim por diante.

Não importa quem seja o favorecido, mas se puder doar sangue, lembre que você estará doando vida!

Queira Deus que você (doador ou não) nunca precise de sangue, mas se precisar, poderá estar de consciência tranquila de que você não se negou quando lhe foi possível doar.

Obrigado a todos que acreditam na campanha!


4 - Repercussão na Imprensa:

Comentário 1: Como sempre, Katya Santos, assessorada pela Marina Delai, bem antenada para com o que envolve responsabilidade social, fez a chamada para a doação de sangue.

 

Edição: 7.039 - 22 de Dezembro de 2011

 

Dê vida!

 

A Borkenhagen lançou a campanha "Neste Natal não dê presentes, dê vida!", com o intuito de chamar a atenção das pessoas para a doação de sangue, já que nesta época de festas, acidentes são mais frequentes e o número de doadores cai em relação aos outros meses do ano.

A Borkenhagen pede a sua colaboração para doar sangue em favor de Cristina Warmling Martins, que está internada no Hospital Costa Cavalcanti.

Para participar e ajudar vidas como a de Cristina, vá até o hemonúcleo, na vila A, e doe sangue!

Após fazer a doação, você pode mandar seu e-mail para campanha@borkenhagen.net para registro da empresa organizadora da campanha.


Comentário 2: Registramos que, na manhã do dia 23, comunicamos por e-mail, a editoria de A Gazeta do Iguaçu, da vinda de voluntários paraguaios para doarem sangue no Hemonúcleo, em favor de Cristina Warmling Martins, em cujo favor lançamos a campanha, os quais lá estariam no momento do envio da mensagem. Quando os estávamos fotografando, antes de seu retorno para Obligado - Departamento de Itapua - Paraguai, para o registro desse feito histórico, e solidário, fomos surpreendidos, alegremente, pela dupla de profissionais da "Gazetinha", resultando na matéria que transcrevemos abaixo:

Jornal A Gazeta do Iguaçu - Edição 7.041 - http://www.gazeta.inf.br  - 24 e 25 de dezembro de 2011

Geral

Ato de paraguaios chama atenção para a importância de doar sangue

Nelson Figueira - Reportagem

Roger Meireles - Fotografias (não obtidas)

A solidariedade de um grupo de trabalhadores paraguaios, que deixaram sua cidade para virem até o Hemonúcleo de Foz do Iguaçu chamou atenção para a importância de doar sangue. Funcionários de uma cooperativa (Cooperativa Colônias Unidas - http://www.colonias.com.py), eles deixaram seus afazeres de lado para ajudar uma amiga internada no setor de Oncologia do Hospital Ministro Costa Cavalcanti, na manhã de sexta-feira (23/12/2011). Juntos, eles doaram sangue e rezaram pela recuperação dela.

O ato solidário foi feito por 12 amigos, pelo esposo (que os recepcionou com o diretor da Borkenhagen) e pelo irmão de Cristina Warmling Martins.

Manifestação do irmão - "Não é porque é minha irmã que viemos, mas porque é uma pessoa doente", disse João Paulo Martins. De acordo com ele, a irmã tem um câncer que recentemente atingiu o pulmão (antes havia tratado e tido a cura do câncer nos gânglios, repercutindo os efeitos da quimioterapia nos pulmões), por isso os amigos dela resolveram vir de Obligado, a 240 km da fronteira, perto de Encarnación, para fazer a doação.

Aos 34 anos, Cristina sofre há dois anos com a doença (o tratamento teve início em Asunción, depois Posadas e então em Buenos Aires).

Manifestação de uma amiga - Manoela Silvero foi uma das colegas de trabalho que presenciaram o início do tratamento. "Eu entrei na empresa há dois anos e convivi com ela pouco tempo, mas sempre estive acompanhando seu estado de saúde e qualquer coisa que necessita, toda a empresa a tem apoiado, tanto moralmente como religiosamente, pois estamos fazendo orações por ela e pedimos a Deus que a melhore", disse. Para ela, fazer o ato é uma satisfação pessoal, pois sabe que Deus irá retribuir de alguma maneira. Por isso, ela e os amigos doaram o sangue e continuam rezando. "Temos fé que ela estará novamente conosco", disse.

Doação - Atos como os dos amigos de Cristina são relevantes para o Hemonúcleo de Foz do Iguaçu, que atende as populações das cidades abrangidas pela 9ª Regional de Saúde. Como destacou a médica triagista Sheila Ribeiro, não há nenhum substituto feito em laboratório para o sangue (sangue é vida!) e em algumas situações, com pacientes graves, apenas com a reposição  eles podem sobreviver. "É importante que as pessoas sempre venham nos ajudar para a gente manter um estoque equilibrado e não correr o risco de em algum momento faltar sangue para quem está em risco iminente", disse.

É justamente nesta época do ano, em que as pessoas estão focadas nas festas e férias, que o hemonúcleo acaba vendo baixar seu número de doadores. Por isso, a médica lembra que é preciso não se esquecer desse lado solidário e continuar a ajudar.

"Nesse período, por causa das viagens, tem mais acidentes, as pessoas bebem mais, acabam havendo agressões e problemas com traumas e às vezes as pessoas precisam de sangue. além disso, as pessoas continuam ficando doentes, por isso manter o estoque equilibrado para não faltar", destacou.

Como doar sangue - Para doar sangue, a pessoa tem de ter mais de 16 anos. Os que estão entre essa idade e 18 anos têm de ir até o hemonúcleo acompanhados de um maior representante legal. É preciso ter mais de 50 kg, ter passado uma boa noite de sono, se alimentado e estar em boas condições de saúde. "Que não esteja gripado, nem tomando antibióticos, e se tiver algum problema de saúde, fale antes com seu médico", finalizou a Dra.Sheila.

As fotos abaixo foram tiradas pelo nosso diretor institucional, Edvino Borkenhagen, quando da recepção ao grupo de voluntários que acolheu o chamamento da campanha e da família. Clique na foto que quiser, veja-a em tamanho maior e faça seu download.

As fotos retratam uma sequência de momentos: Os voluntários alegres com seu ato; os voluntários testemunhando sua doação; os doadores em frente à placa do Hemonúcleo; Manoela Silvero entrevistada pela A Gazeta do Iguaçu, e o veículo cedido pela Cooperativa.

Outros registros ainda poderão ser contemplados neste espaço. Continue acreditando que doar "vida" faz bem!


5 - A campanha segue - ainda em 31/12/2011 publicávamos:

Alerta a você que tem saúde

Diz-se que só se dá valor à saúde quando se prescinde dela, ou seja, quando ela nos falta. Talvez sim, talvez não.
Ocorre que, se temos alguém muito próximo de nós, adoecido, enfermo, em estado crítico de saúde, aí nos empenhamos para que sua saúde seja restabelecida.

Em 19/12/2011 lançamos a campanha "Dou meu sangue para que tu vivas!".

O que nos motivou lançar essa campanha foi o câncer de gânglios e depois linfomas no pulmão de Cristina Warmling Martins, que voltou com vida dos EUA, após o "11 de Setembro". Como as festas de fim de ano permitem alguns ultrapassarem os limites e daí resultam mortos, ou feridos com necessidade de sangue, ampliamos a campanha para que pessoas de bom coração doem vida, doem sangue, reabasteçam os hemocentros. Se você goza de saúde e pode doar sangue, faça-o! Não se culpe se você está impedido/a de doar, mas se puder ajudar a salvar uma vida, valerá a pena!

Doe sangue e permita que alguém tenha, no ano novo, uma vida nova!


6 - A campanha prossegue - em 02/01/2012 tivemos que alterar a chamada para:

Podemos agradecer a você?

Inúmeras pessoas leram nossa chamada para a campanha de doação de sangue, assim como inúmeras pessoas visitaram esta página desde que a campanha fora lançada. Meta: salvar Cristina Warmling Martins do sofrimento causado pelo câncer. Deus quis diferente: preferiu que descansasse em 1º de janeiro de 2012, às 22:15h. Em memória a ela continuamos a pedir que se você tem condições de doar sangue, não importa a favor de quem, mas faça-o, pois um dia você poderá precisar do sangue de outro(s)!

Cristina voltou com vida dos EUA, após o "11 de Setembro", para descansar do sofrimento, em Foz do Iguaçu. Agradecimentos à equipe do HMCC - Hospital Ministro Costa Cavalcanti !!!

Agradecimentos ao pastor Celso, ao bispo Dom Laurindo, ao padre Clodoaldo!

Nós não conhecemos a todos que voluntariamente doaram sangue, por isso, por esta via agradecemos a você que lê, e que doou um pouco de vida.

Muitos amigos uniram-se aos familiares no ato fúnebre. Foi uma linda demonstração de amor a quem muito fez por sua comunidade.


7 - A campanha prossegue - em 11/01/2012 lembramos a tragédia de vítimas soterradas por deslizamentos:

Você daria o sangue por alguém?

Quando alguém se projeta em uma equipe de trabalho, é comum ouvir-se: "O cara realmente dá o sangue pela firma!" Na verdade sangue é vida, e o integrante da equipe que se avaliou, se empenha, dá do seu conhecimento, do seu talento, das suas forças, de sua imaginação, de sua criatividade, dá a vida pelo empregador que lhe permite mostrar seu potencial.

Estamos felizes por todos que ajudaram  na campanha para a Cristina Warmling Martins, beneficiária inicial da doação de sangue. Ela faleceu em 1º de janeiro de 2012. Reforçamos o convite para que você, se não estiver impedido/a, vá ao hemocentro de sua cidade e doe uma cota de sangue. As tragédias ambientais de janeiro se repetem a cada ano, e vítimas podem precisar de sangue. Doe sangue para que alguém viva!

Se doar e quiser nos contar, contate-nos!

 


8 - Cuidados após a doação de sangue

a) - Antes de sair do local, beba 300 ml de líquido e coma o lanche, para repor as perdas da doação;

b) - Antes de sair do local, beba 300 ml de líquido;

c) - Tome mais líquido que o habitual nas próximas 4 horas;

d) - Não force o braço usado na doação.

e) - Se houver sangramento no local da punção, faça compressão e retorne para o novo curativo;

e) - Não carregue peso com o braço usado na doação, para que não ocorra hematoma;

f) - Não volte ao trabalho se sua ocupação for perigosa.

g) - Aguarde 12 horas se você for operador de máquina de corte, prensa ou motorista por profissão.

h) - Aguarde 24 horas se você for trabalhar em andaimes, em serviço de vôo ou para-quedismo;

i) - Se na rua sentir tontura ou sensação de desmaio, sente-se com a cabeça entre os joelhos e aguarde.

j) - Persistindo os sintomas retorne ao hemocentro.

Quando você poderá voltar a doar sangue:

- Homens - após 60 dias;

- Mulheres - após 90 dias.

Em Foz do Iguaçu temos o Hemonúcleo, onde se pode obter mais informações pelo fone 3576-8020

Orientações contidas em folheto do HEMEPAR


Jornal A Gazeta do Iguaçu - Edição 7.126 - http://www.gazeta.inf.br  - 03 de abril de 2012

No bico do corvo

Doar sangue

Andorinha

Corvão, sempre tive muito medo de doar sangue, até que um dia precisei de doações. A partir da minha necessidade, me dei conta o quão importante é esta ação. Hoje sou doadora e sei que a minha atitude é capaz de salvar vidas. É por isso que uso este espaço, para convidar aos leitores e toda a população para se tornarem doadores. Pois eu aprendi que o ato é muito mais do que doar sangue, é doar vida.

 

Avenida Salvador Guerra, 80 - Jardim América - Foz do Iguaçu, PR | Fone/Fax: 45 3028 6464

Borkenhagen Soluções Contábeis Ltda.

Copyright © Desde 1997 - Direitos reservados