INÍCIO     |     NOSSA EMPRESA     |     ORIENTAÇÕES    |     MENSAGEIRO     |      ARTIGOS      |     ENTRETENIMENTO    |      BORKINFO     |     FAMÍLIA BORKENHAGEN

Início | Artigos, Manifestos e Reflexões | Atitude Cristã - Negócio Legal | E se você ganhasse um Vale?

E se você ganhasse um Vale?

Mensagem Nº 07 - Edição Nº 36

A grande maioria de empregados tem assegurado, em convenção coletiva, o direito ao vale quinzenal, como antecipação do salário do mês. O salário é definido no ato da contratação e por aí o empregador pode basear o limite, em valor, para efetuar o adiantamento. É bem verdade que no caso de um taxista, ele sabe o percurso que terá pela frente a cada embarque de passageiros, mas é no fim da corrida que dará o preço final e receberá o valor que o taxímetro apresentar. Já há cidades, lugares, em que, antes de embarcar, o passageiro adquire um “vale-táxi” em uma cabine, um balcão, existente para esse fim, definindo exatamente o ponto final. Por segurança o motorista não trafega com dinheiro. Onde não é assim, cada motorista faz seu “caixa”, seu troco, a corrida, deixa o passageiro no local desejado e retorna para o Ponto para realizar outra corrida, sem saber em que direção será.

Para dar melhor orientação, melhor direção, aos estudantes e de forma inusitada, talvez, para Foz do Iguaçu, no Salão do Livro realizado de 04 a 14 de agosto, os alunos da rede pública municipal, crianças dos centros de educação infantil e ensino fundamental, ganharam um vale para retirar o livro de sua escolha dentre uma infinidade de títulos disponibilizados no Salão do Livro. A cidade está mudando, por mais que os céticos demorem em permitir que ‘a ficha caia’.

Se os registros acusaram mais de 40.000 visitas ao Salão do Livro, é sinal de que atrativos houve. Para quem tem acompanhado o empenho da Fundação Cultural para a realização de edições anteriores, quantas vezes a chuva e a ventania assustavam expositores, organizadores, participantes, desta vez até parece que Deus viu que o propósito, tem sido de elevado conceito e permitiu que a data fosse alterada, que o Dia do Estudante fosse contemplado, que não houvesse chuva nos dias de feira, que não houvesse falha de algum ilustre convidado, e muito mais.

Com tanta festa em torno da literatura, surgiu a pergunta: “Se cada cidadão alfabetizado ganhasse um vale-bíblia, acorreriam tantas pessoas quantas fossem esperadas pela inúmeras denominações religiosas que patrocinassem um Salão da Bíblia?” Sem desmerecer as religiões não-cristãs, sem desrespeitar seu livro-maior, a pergunta ficaria sem resposta por muito tempo. Poderíamos contabilizar o afluxo de pessoas em busca de uma bíblia, além de poderem conhecer a literatura exposta? Fica o desafio!

Edvino Borkenhagen – bsc@borkenhagen.net

Contador iguaçuense com 28 anos de experiência

 

Visite a página do jornal, clique aqui e confira outras matérias.

Avenida Salvador Guerra, 80 - Jardim América - Foz do Iguaçu, PR | Fone/Fax: 45 3028 6464

Borkenhagen Soluções Contábeis Ltda.

Copyright © Desde 1997 - Direitos reservados